Ativistas acusam consulado brasileiro de tocar hino fascista

0
75

Estudantes e ativistas que participaram de uma manifestação na última sexta-feira diante do consulado honorário do Brasil na cidade de Santander, na Espanha, acusam o escritório brasileiro de te-lôs recebido ao som de um hino falangista, Cara al Sol.

O evento ocorreu no marco das manifestações contra o Brasil pelas queimadas na Amazônia. O grupo era liderado pela entidade Fridays for Future, que promoveu ações similares em vários locais do mundo.

Num comunicado, o grupo contou que, ao se aproximar do prédio do consulado, a marcha foi recebida pela canção Cara Al Sol, hino da Falange Espanhola — grupo armado que apoiou a ascensão do ditador Francisco Franco nos anos 1930.

“Os primeiros manifestantes reportam que, desde a lateral do edifício consular, a um volume alto, começa a ser reproduzido o Hino Nacional da Espanha e o hino fascista”, disseram os manifestantes em um comunicado.

O ato foi considerado, pelo movimento, como uma “provocação”. A música parou quando a manifestação ganhou corpo. Mas, segundo os ativistas, duas mulheres, das janelas do consulado, ainda teriam zombado do cortejo.

Da coluna de Jamil Chade no UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.