Saiba as regras de imigração para se aposentar fora do Brasil

0
73

Aposentar-se em um lugar paradisíaco parece ser mesmo o sonho de muita gente. Depois que publicamos a reportagem “Paraísos no mundo para aposentado de classe média viver com R$ 6.000/mês”, muitas pessoas ficaram com uma dúvida bem razoável: “Ok, eu tenho o dinheiro. Mas quais são os trâmites para conseguir um visto e morar em algum desses países?” Na maioria dos casos, as notícias são boas, e muitos dos países listados não apresentam grandes burocracias para quem quer se aposentar por lá. Os casos mais complicados são Itália e Portugal, mas nada impossível. Veja abaixo o que deve ser feito, bem como o link para o site da embaixada ou representação oficial do país no Brasil:

Itália

Imagine desfrutar da comida e dos vinhos locais, além de poder visitar facilmente lugares como Roma, Milão e Florença. Não é exagero dizer que se aposentar na Itália é quase um sonho. Obter um visto para isso é possível, mas não é exatamente fácil. Quem não tem direito à nacionalidade italiana pode tentar obter o visto de “residência eletiva”. Ele é emitido para quem comprova ter rendimentos suficientes para se manter no país, ter alugado ou comprado uma residência e ter seguro de saúde internacional. Não há prazo para as autoridades tomarem uma decisão –pode levar meses.

Portugal

O país tem sido cada vez mais procurado por brasileiros, aposentados ou não. O lado bom é que Brasil e Portugal têm vários acordos, como a possibilidade de usar o sistema de saúde pública pagando o mesmo que os portugueses. O visto para quem já parou de trabalhar é o D7 –para obtê-lo é preciso comprovar renda compatível e apresentar outros documentos. O visto, no entanto, tem validade de apenas quatro meses. Uma vez instalado em Portugal, é preciso solicitar a Autorização de Residência Não Habitual, que precisará ser renovada anualmente, ao menos nos primeiros anos. Embaixada de Portugal no Brasil: http://embaixadadeportugal.org.br/

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.